Esse artigo é uma continuação do anterior, caso você ainda não tenha lido, basta CLICAR AQUI.

Desculpe não ter a “receita pronta” para você, caro leitor. Ela não existe. Considero que estas publicações serão uma espécie de “bússola” em direção à “Visão” da organização, ou também, uma coleção de boas práticas.

Em resumo, um aprendizado que venho conquistando por toda minha carreira profissional, inclusive na prática de um hobbie.

A Elaboração de um Planejamento Estratégico

Com a dinamicidade exacerbada do mercado corporativo, as mudanças estão mais constantes nas organizações. Essas “Mudanças Organizacionais” estão relacionadas às exigências do mercado, visando: lucratividade, conservação da empresa ao longo do tempo e a busca constante da satisfação do cliente para se obter uma vantagem competitiva e consequentemente o sucesso.

Um dia desses, ouvi em algum lugar: “Nada é mais permanente do que a mudança”, e isso é muito verdadeiro. Com a necessidade de mudar processos internos em minha empresa, partimos em busca de capacitação, consultorias (Sebrae/ Senai), novas metodologias tudo isso associado ao conceito de “Gestão da Qualidade Total”.

Plano de Negócios e a paixão por mergulhos

Há um certo tempo, pratico mergulhos e aprecio muito o estudo sobre espécies marinhas, é uma atividade que me fascina muito.

Com esta “paixão” pelo mergulho, decidi desenvolver um projeto pessoal: um Instituto destinado a pesquisas de algumas espécies marinhas, em especial tubarões.

As experiências e familiarização que venho conquistando ao longo da minha vida são importantes na elaboração do meu Plano de Negócios – Business Plan (BP). Sempre que tenho oportunidades enriqueço meus conhecimentos com profissionais que já atuam na área, realizo diversas pesquisas de mercado, troco informações com institutos de preservação das espécies, pesquisadores por todo o mundo, escolas de mergulho, dentre outros.

Para que eu possa obter maior assertividade na condução desta atividade, então desenvolvi a criação do meu Planejamento Estratégico, que envolve: a elaboração do Estatuto Social, estudo do mercado, alocação de recursos (parceiros) o que desejo alcançar e de que forma farei isto, ou seja, quais serão as estratégias que posso adotar.

Planejar estrategicamente os próximos mergulhos, é ter plena consciência do que desejo no futuro: o meu “alvo”, quais os caminhos que serão percorridos, metas e estratégias para percorrê-los e em quanto tempo alcançarei meu objetivo.

Empreender, muitas vezes é um mergulho para uma área desconhecida, mas é preciso ter um objetivo bem definido de acordo com a “Visão” e com foco na “Missão e Valores” e estudar muito “estas águas” por onde se estará mergulhando, minimizando riscos e criando as estratégias ideais.

Antes de entrar neste assunto, é necessário mencionar a importância de se criar um Business Plan – BP (Plano de Negócios).

Um B.P., ou Plano de Negócios, é um “documento vivo”, que será útil durante toda a vida da sua empresa. Um estudo aprofundado dos objetivos e o passo a passo de um negócio. Com ele será possível concluir se as ideias são viáveis buscando informações mais detalhadas sobre o ramo, seus clientes, concorrentes, fornecedores enfim os pontos fortes e fracos para que possam diminuir assim, os riscos e as incertezas. Com a realização de um bom BP é possível identificar e minimizar falhas no papel, ao invés de cometê-las na prática do mercado. Lembre-se de que a preparação de um plano de negócio não é uma tarefa fácil, pois exige persistência, comprometimento, pesquisa, trabalho duro e muita criatividade, por isso sugiro buscar informações no Sebrae/ Senai, que podem ajudar muito neste processo.

Bem, agora que já abordamos o tema Plano de Negócios, podemos dar sequência então e mencionar o Planejamento Estratégico (P.E.).

As 06 etapas do Planejamento Estratégico:

 

1) A criação da Missão, Visão e Valores da Empresa

Missão: Declaração sobre “o que é” a organização, qual é a razão de ser da empresa, podendo sofrer alterações ao longo do tempo. Define seu propósito, finalidade de sua existência, motivo pela qual foi criada. É a identidade da empresa. Fazer o quê? Para quem (público) e de que forma?

Visão: Futuro da organização. O que a empresa deseja alcançar. Em que situação sua empresa deseja chegar dentro de um determinado período de tempo, rumo a metas e conquistas. Como você deseja que a sua empresa seja vista no mercado? E onde sua empresa deseja chegar.

Valores: Princípios e crenças que servem como parâmetros para os critérios que definem comportamentos, atitudes e decisões dos colaboradores. Muito importantes, devem estar presentes no comportamento dos funcionários e nas relações da empresa com os clientes, fornecedores e parceiros.

Sempre na mente dos colaboradores, esses conceitos devem ser avaliados com frequência para saber se a empresa está no rumo certo que foi definido nestes fundamentos. Uma sugestão seria criar placas na empresa contendo essas definições, para que todos possam ter acesso a esses conceitos diariamente.

2) Análise do Cenário

Os responsáveis devem conhecer as partes do ambiente que precisam monitorar para atingir suas metas. Analisar as forças macro ambientais (demográficas, econômicas, tecnológicas, políticas, legais, sociais e culturais, e os atores micro ambientais (consumidores, concorrentes, canais de distribuição, fornecedores) que afetam sua lucratividade.

Podemos utilizar as análises gerenciais mais importantes da empresa, constituindo quadros, tabelas ou da melhor forma que convier:

Análise SWOT: sigla em inglês para Oportunidades, Ameaças, Pontos Fortes e Pontos Fracos, elaboramos um quadro com os 4 itens descritos. A ideia seria refletir de que forma esses fatores (internos e externos) afetam a empresa na conquista de seus objetivos. O que pode ser melhorado em sua empresa?

Modelo CANVAS: Identificação de um modelo de negócios, onde definimos tudo aquilo que significa a nossa empresa e o mercado onde atuamos ou queremos atuar. Ele é um quadro com os seguintes itens: Parceiros Chave, Atividades Chave, Recursos Chave, Propostas de Valor, Relacionamento Cliente, Canais de Venda e Segmento Alvo. Uma sugestão que pratico em minha empresa, neste modelo eu já insiro a estrutura de custos e receitas. Desta forma, consigo uma visão macro das informações,

BENCHMARKING: Análise da concorrência, que pode gerar um grande aprendizado,

PORTFÓLIO DE PRODUTOS E SERVIÇOS: São os produtos e serviços que a empresa comercializa, podendo separar por segmento de mercado.

3) Definição de Metas e Objetivos:

Aqui respondemos à pergunta: Para onde queremos ir? De forma bem resumida seriam fatores ligados a rentabilidade, filiais, posicionamento no mercado, etc. É o momento em que a empresa examina seu histórico, realiza uma análise profunda e projeta metas futuras. São elementos que identificam de forma transparente o que a empresa pretende alcançar. A partir dos objetivos e de todos os dados levantados nos itens acima, definimos então as metas.

4) Definição de Estratégias:

Formulação e implementação das estratégias. É o “como” vou chegar lá. Um plano bem definido com os responsáveis, setores envolvidos, recursos e prazos definidos. De que forma vou atingir meus objetivos? As estratégias para alcançar meus objetivos (Visão) com foco na “Missão” e “Valores” da empresa. Para cada objetivo deveremos elaborar uma estratégia a trilhar.

5) Elaboração de um Programa de Ações:

O plano de ação define as ações a serem tomadas após coleta e análise de dados.

6) Geração de feedback e controle:

A monitoração é fundamental no processo. A medida que se implementa a estratégia, é preciso rastrear os resultados. Atenção a realização das metas e estratégias e revisando seu planejamento, sempre que necessário.

“Um P.E. é um treino mental coletivo que requer muito esforço, dedicação, coragem para enfrentar riscos e inteligência. É como se mergulhasse por mares repletos de desafios.”

 

Espero que este texto tenha acrescentado de alguma forma. Aprofunde seus conhecimentos em tutorias, sites, blogs relacionados ao tema, ou até mesmo sugiro que procurem consultoria no Sebrae/Senai.

“Mergulhar para ganhar e foco nas soluções”!