A notícia sobre o fim do boleto sem registro vem tirando o sono de muitos provedores que utilizam a modalidade para fazer cobranças e deixando muitas dúvidas para quem deseja começar a utilizar a cobrança por boleto. Pensando em esclarecer as dúvidas dos usuários, preparamos um artigo com todas as informações que você precisa saber sobre o assunto:

O que é a Nova Plataforma de Cobrança?

A Nova Plataforma de Cobrança é um sistema para modernizar o processo de liquidação dos boletos bancários, foi desenvolvida pela A FEBRABAN – Federação Brasileira de Bancos, em conjunto com a rede bancária. Se trata de uma iniciativa do setor bancário para melhorar o sistema de cobrança dos boletos trazendo mais controle e segurança, sendo que o mesmo não teve alterações desde sua criação em 07 de Outubro de 1993.

Com ela, todas as informações dos títulos de cobrança são registradas em uma base centralizadora, por isso a implementação está sendo feito em etapas, a última já em vigor foi dia 27/10/2018 para boletos de valores de R$0,01 ou mais.

O que é o Boleto Registrado?

Se trata do mesmo modelo de boleto já conhecido por todos, sua diferença é que todas as informações da cobrança devem ser registradas na Instituição Beneficiaria (Bancos). Com isso, os bancos terão todas as informações em seu sistema, como CPF do Pagador, valor, vencimento e as informações de encargos que são, multa e juros a serem cobrados caso o boleto seja pago após o vencimento.

registro boleto nova plataforma

Então o que mudou?

Com todas essas mudanças que foram ocorrendo em etapas o sistema de cobrança ficou mais seguro, porém mais rígido no processo, pois é necessário realmente que o boleto seja registrado no banco diferente da modalidade sem registro, caso contrário não estará vinculado com a nova plataforma.

Um dos principais benefícios dessas alterações é a possibilidade do pagador liquidar o boleto em qualquer instituição mesmo estando vencido, não precisando ir até ao banco emissor. Dessa maneira eliminando a necessidade de emitir a segunda via atualizada calculando os valores dos encargos, passando a responsabilidade para o banco e economizando nas impressões e suporte ao cliente.

Podemos citar outros benefícios:

Para a empresa Beneficiária:
  • Melhoria na capilaridade e possibilidade de recebimentos;
  • Melhoria no ambiente de crédito;
  • Redução das fraudes de emissão de boletos;
  • Redução das inconsistências nos pagamentos;
  • Mitigação dos erros de cálculos de multas e de encargos por atraso;
Para o Pagador:
  • Cliente DDA visualizará todos os seus boletos de forma eletrônica;
  • Possibilidade de pagamento de boleto vencido em qualquer canal de recebimento do Banco;
  • Ainda mais segurança no pagamento, com duplo controle contra as fraudes;
  • Garantia da diferenciação do boleto de cobrança do boleto de proposta;
  • Redução de inconsistências de pagamento (e pagamento em duplicidade);



Algumas Dúvidas e Respostas:

A nova plataforma da cobrança vai acarretar aumento de custo?

R. Para o pagador não haverá cobrança de tarifa pela emissão de boletos de pagamentos. Para os emissores, as tarifas são sempre negociadas entre as instituições financeiras e os seus clientes, de acordo com a política comercial de cada uma, da mesma forma como já ocorre atualmente.

Será considerado cálculo de juros sobre feriado municipal, estadual ou federal?

R. Não. De acordo com o Código Civil, compromissos de pagamento com vencimento em feriados, independentemente de ser municipal, estadual ou federal, podem ser pagos no primeiro dia útil subsequente, sem qualquer acréscimo.

A empresa beneficiária poderá emitir boleto de cobrança em sistema próprio?

R. Sim. O boleto poderá ser emitido em sistema próprio, mas, para usufruir das vantagens da Nova Plataforma da Cobrança, ele precisa estar registrado na base do novo sistema.

Quem é responsável pelo cadastro de beneficiário na Nova Plataforma de Cobrança?

R. O banco emissor da cobrança (Instituição Beneficiária).

O boleto físico continuará sendo entregue?

R. Sim, normalmente, com exceção do pagador que estiver cadastrado no DDA – Débito Direto Autorizado como pagador eletrônico. Caso não tenha se cadastrado como pagador eletrônico, ele continuará recebendo o boleto físico.

O que acontece se um mesmo boleto for pago duas vezes?

R. Isso não acontecerá, pois o sistema não irá aceitar pagamento em duplicidade.

 

Como faço para registar um boleto pelo ISP-Integrator?

O ISP-Integrator já possui todas as informações necessárias para realizar o registro dos boletos, pois as rotinas já estão preparadas para realizar esse procedimento, sendo necessária apenas a contratação da carteira registrada junto ao banco e solicitar em nossa central do assinante a homologação dessa nova carteira. Se você já tem uma carteira registrada homologada, basta realizar os procedimento de emissão de remessa e envio ao banco para que seja efetuado o registro dos boletos.

Em caso de dúvidas de como realizar o procedimento de geração dos boletos e registro dos mesmos, vamos disponibilizar um material complementar que contém o passo-a-passo, é só CLICAR AQUI. Precisa que outras questões sejam esclarecidas? Entre em contato com o nosso suporte, pois a realização correta desse procedimento é de muita importância.